17 de jan de 2007

A moral da criação e a moral da domesticação

Nietzsche (1844 - 1900)

A moral da criação e a moral da domesticação
por Friedrich Nietzsche

A moral da criação e a moral da domesticação são plenamente dignas uma da outra, no que concerne aos meios de se impor. Podemos apresentar como princípio mais elevado o seguinte: para levar a termo a moral é necessário ter a vontade incondicionada do contrário. Este é o grande problema, o problema sinistro, ao qual persegui mais longamente: a psicologia dos "melhoradores" da humanidade. Um fato diminuto e no fundo modesto, este da assim chamada pia fraus, abriu-me um primeiro acesso a este problema. A pia fraus foi a herança de todos os filósofos e sacerdotes que “melhoraram” a humanidade. Nem Manu, nem Platão, nem Confúcio, nem as doutrinas hebréias e cristãs jamais duvidaram de seu direito à mentira. Eles duvidaram de direitos totalmente diversos... Expresso em uma fórmula, poder-se-ia dizer: todos os meios, através dos quais até aqui a humanidade deveria se tornar moral, foram fundamentalmente imorais.


Fonte: NIETZSCHE, Friedrich. in Crepúsculo dos Ídolos, 5.


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Algumas opiniões coletadas sobre o tema acima tratado:

Moral: "Conjunto de regras de conduta consideradas como válidas, quer de modo absoluto para qualquer tempo ou lugar, quer para grupo ou pessoa determinada." (dic. Aurélio)

Quando um comportamento será válido? Quando a sociedade presente o aceitar como correto.

Se o que é aceito muda de acordo com a sociedade, a moral é relativa a esta.

A mentira é aceita pela sociedade? Em uma sociedade que, por princípios, for intolerante à mentira, a mentira é sempre imoral. Logo, uma sociedade contra a mentira cujos preceitos morais sejam baseados nesta, terá uma moral contraditória.

Porém, se a mentira é aceita ou ao menos tolerada, mesmo uma mentira pode se constituir uma das bases da moral.

Pia fraus: "mentira ou logro perpetrado com boa intenção". Comentário pessoal: antes uma verdade funesta.

Uma mentira, por ser creditada, não deixa de ser mentira.
E algo não ser provado como falso não quer dizer que esse algo é verdadeiro.
Provem que não foi o Monstro Spaguetti Voador quem criou o Universo...!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- Concordo com vocês e com Nietzsche, tudo o que foi tido até hoje como certo, como verdade moral, não passa de distorção da realidade, dos instintos humanos.
Moral=repressão dos instintos.

- A partir do momento em que o homem sente a extrema necessidade de ser mandado, ele se torna crente.

- senhores, cubro-vos de razao. A verdade está dependente da moral e esta da sociedade...
no entanto, lembro-vos que só o estado de anomia se apresenta em alternativa ao da sociedade, pelo que vos proponho que averigueis qual o mais propício aos vossos fins, isto é, a vocês próprios.
em sociedade as organizações mais igualitárias são a anarquia e a democracia. Mas a anarkia não é possível nesta forma, e não é igualitária nas suas outras, e a democracia acarreta certas imposições, tais como a liberdade e vontade soberanas dos restantes membros, que nos restringem a liberdade.

[posso expor a natureza dos regimes totalitários ou absolutos]

“Não é habilidade nenhuma ser compreensível a todos quando se desistiu de todo o exame em profundidade” - KANT, Fundamentação da Metafísica dos Costumes

Nietzsche - Vida e Obra


Nenhum comentário: